Seguir para o CLUBE DA TEOLOGIA


"SÓ SE LEMBRARÁ QUEM HOJE VIVER. SÓ HAVERÁ HISTÓRIA AMANHÃ SE HOJE VOCÊ A ESCREVER"

segunda-feira, 23 de abril de 2012

TRINTA MOEDAS DE PRATA

Por trinta moedas ele se vendeu.
Valor da liberdade de escravos
Valor da compra de campos.
Por trinta moedas, o Mestre ele vendeu.


Foi o preço da íntima amizade,
de quem metia a mão no prato do Rei
pago aos que o negam e aos que o abandonam.
Primeiro valor pago da mensagem


Não pagava a cura de uma orelha cortada.
Não pagava os soldados e suas armas.
Não pagou aquelas testemunhas, ou o amigo que o beijava.


Comprava campos o valor desse dinheiro
Comprava a liberdade do pobre ladrão.
A trinta moedas de prata, há comprado o mundo inteiro.


Marcos André

domingo, 15 de abril de 2012

PEDRAS QUE CLAMAM

Bem que Ele me dizia
que as pedras clamariam
e eu bem que achava poesia
mas a minha religiosidade
encontrou uma outra realidade
Que Ele mesmo alertaria. 


Pois sobre as pedras
estendidas dos trilhos
outras pedras clamam
chamando jovens a seu odor 


Como as pedras que eram contra Estevão
sem nuca jamais calarem sua voz de jovem
e clama ainda as palavras daquele pregador
contra as pedras que matam outros homens


Pois as pedras brancas de hoje
calam a voz e arruínam a vida
para matarem depois
Até fumá-las todas
Como zumbi que perambulando
vagam sobre as pedras dos trilhos


Enquanto morrem nossos jovens
junto as pedras do caminho clamando
para cada pedra consumida
um cadeado vai trancando


Mas sobre uma Pedra está posta a nossa casa
da qual outras pedras estão clamando
e dos que usam as pedras do mal
ao ouvirem a nossa Pedra do Ângulo.
Qual das pedras clamará mais alto?


Ou vamos esperar eles fumarem tudo,
pra ver quem se acaba primeiro?
Pois se eles se acabarem
acabaremos juntos, pois são nosso futuro.   


Marcos André